CobNews

ALTA DO CUSTO DA CONSTRUÇÃO DESACELERA EM JULHO, DIZ FGV

Notícias >> Influenciada pela mão de obra, variação foi de 0,80% no mês, 0,45% abaixo da taxa de junho

O Índice Nacional de Custo da Construção - Mercado (INCC-M) ficou 0,80% mais caro em julho, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (28) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A variação ficou abaixo da registrada em junho, que foi de 1,25%. No ano, o índice acumula alta de 5,56% e, nos últimos 12 meses, de 7,22%. No grupo correspondente a Materiais, Equipamentos e Serviços, o índice relativo a Materiais e Equipamentos registrou variação de 0,52% em julho contra 0,38% na pesquisa anterior, enquanto a parcela relativa a Serviços passou de 0,34% em junho para 0,18% neste mês. De acordo com o levantamento, o grupo Mão de Obra, cuja variação registrada foi de 1,11% em julho contra 2,05% em junho, foi o que mais influenciou na desaceleração do índice. Das capitais pesquisadas, três registraram desaceleração nas taxas de variação em relação ao mês anterior: Belo Horizonte (de 0,15% para 0,12%), Recife (de 0,23% para 0,10%) e São Paulo (de 2,61% para 0,24%). As cidades de Salvador (de 0,06% para 0,09%), Brasília (de 0,58% para 3,26%) e Porto Alegre (de 0,12% para 2,90%) apresentaram aceleração na taxa e a cidade do Rio de Janeiro se manteve estável (0,10%). Os dados divulgados foram apurados pela FGV entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.
FONE: +55 31 3296-7005
FAX: +55 31 3292-7814
AV. RAJA GABÁGLIA, 4987
SANTA LÚCIA - BELO HORIZONTE
MINAS GERAIS
FONE: +55 31 3378-4527
Av. AGGEO PIO SOBRINHO, 431
BURITIS - BELO HORIZONTE
MINAS GERAIS