CobNews

REFORMAS DE FIM DE ANO IMPULSIONAM O SETOR

Notícias >> As principais demandas são para reformas e pequenas construções, com incremento principalmente no consumo de material básico, como argamassa, tijolos e produtos para serviços de acabamento, como porcelanatos

Com a chegada do fim do ano, as reformas nas casas e apartamentos são uma tradição. O setor de venda de materiais de construção já confirma a boa procura pelos produtos para as mudanças no lar. A expectativa para 2014 é que as vendas cresçam em torno de 4%, em relação ao ano passado. "Estamos seguindo com índices um pouco acima dos nacionais. Naturalmente o setor apresenta um aquecimento no segundo semestre do ano. A Copa do Mundo e as próprias eleições atrapalharam um pouco o desempenho do setor neste ano, contudo a nossa perspectiva ainda é de crescimento", aponta Carlito Lira, presidente da Associação dos Comerciantes de Material de Construção do Ceará (Acomac-CE).

Além disso, o perfil do consumidor da área também tem se transformado, com uma inserção maior das classes C e D. "É um público que já se tornou uma fatia importante do mercado. Continuamos vendendo bem para as classes sociais mais altas, mas essa nova classe média têm investido mais em construção e na reforma das suas casas", comenta Carlito Lira.

O presidente da Acomac-CE trata ainda das prioridades do consumidor atual no que diz respeito às modificações dentro de casa: "As principais demandas são para reformas e pequenas construções. Percebemos um incremento no consumo de material básico, como argamassa e tijolos, mas há também uma procura grande para produtos para serviços de acabamento, como porcelanatos, azulejos e tintas. O que os consumidores querem é tornar a própria casa um ambiente melhor".

Crescimento 

 Por outro lado, para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Fortaleza (Sindilojas), Cid Alves, o ano de 2014 não reservou o crescimento esperado para o setor de materiais de construção. "Entre fevereiro e agosto tivemos grandes perdas por conta da Copa do Mundo, pois as pessoas deixaram de priorizar as reformas de suas casas. Desde setembro apresentamos uma boa melhora nas vendas. Contudo, ainda que haja um aumento na procura dos consumidores, não devemos ter um crescimento considerável", opina.

Para Carlito Lira o crescimento do setor em Fortaleza representa uma melhor oferta de produtos ao público, bem como uma facilidade ainda maior em dar prosseguimento às obras em casa. Ele destaca a abertura, no último mês de junho, de uma segunda unidade da rede TendTudo, no bairro Parangaba, e a futura inauguração da megaloja do grupo Leroy Merlin, que está sendo construída na Avenida Washington Soares, sendo a primeira unidade no Nordeste do grupo, que já conta com 32 lojas no resto do País.

"Tudo isso mostra um crescimento a médio e longo prazo no varejo de materiais de construção aqui na nossa região. É um público que o setor quer atingir. Isso faz com que o nosso setor se profissionalize ainda mais, com as empresas regionais e locais investindo nas suas instalações e buscando melhorar o serviço para os clientes", diz o presidente da Acomac-CE.

Vendas 

 Nas lojas Normatel, o ritmo de vendas permanece similar ao do ano passado. "O segundo semestre tradicionalmente aumenta bastante as vendas. Sentimos um leve crescimento na procura pelos materiais de construção. Nosso faturamento aumentou nesse ano, o que representou uma certa melhoria em relação a 2013", comenta a gerência da loja Normatel situada na Avenida Antônio Sales, uma das cinco unidades da rede na Capital.

Já para a rede TendTudo, a Copa do Mundo representou um período negativo para o setor, mas a expectativa de crescimento das vendas de materiais de construção em 2014 no Ceará passa dos dois dígitos, mesmo com os índices tímidos do mercado nacional para este ano, de 0,2%, de acordo com a Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE.

"Consideramos que o período da Copa do Mundo influenciou negativamente o fluxo de vendas. Fizemos uma pesquisa com nossos clientes para entender esse momento e descobrimos que, de mil entrevistados, 57% deixou a iniciativa de construir ou reformar para depois da Copa, apesar de ter se programado com antecedência. Dos que iniciaram obra ou reforma antes do evento, 36% interromperam a execução alegando, entre outros motivos, a escassez de mão de obra", relata por meio de assessoria de imprensa da empresa.

Mercado 

 Para os representantes da TendTudo, Fortaleza tem se mostrado também um mercado importante para o setor. "O estado do Ceará, em especial a Capital cearense, é muito importante para a rede, devido ao crescimento econômico, em especial da classe média, que, com o aumento do poder aquisitivo, da facilidade de crédito e de outros incentivos, passou a investir mais no bem-estar e no sonho da casa própria", afirma.

 

FONE: +55 31 3296-7005
FAX: +55 31 3292-7814
AV. RAJA GABÁGLIA, 4987
SANTA LÚCIA - BELO HORIZONTE
MINAS GERAIS
FONE: +55 31 3378-4527
Av. AGGEO PIO SOBRINHO, 431
BURITIS - BELO HORIZONTE
MINAS GERAIS