CobNews

NOVO CÁLCULO MELHORA RELAÇÃO DÍVIDA/PIB

Notícias >> O patamar menor da dívida bruta diminui o risco de o Brasil perder o grau de investimento pelas três principais agências internacionais de rating.

Com a mudança na metodologia para calcular o Produto Interno Bruto (PIB), que gerou revisões para cima do resultado nos últimos anos, os indicadores de solvência do Brasil melhoraram de forma substancial, disse ao 'Broadcast', serviço em tempo real da 'Agência Estado', a dívida bruta como proporção do PIB atingiu 63,5% em 2014 antes da adoção do atual método, mas agora deve baixar para 58,9%. Nesse contexto, avalia que, em 2015, esse passivo do governo deverá baixar de 65% para 61%.

 O patamar menor da dívida bruta diminui o risco de o Brasil perder o grau de investimento pelas três principais agências internacionais de rating.

a revisão para cima do PIB nos últimos anos eleva o PIB potencial de longo prazo, que considera ser de cinco anos à frente. Acredita-se que subiu de 2,3% para perto de 2,7% o nível do crescimento da economia que não causa pressões expressivas sobre a inflação. Mas, mesmo com a nova metodologia do PIB, 2015 será um ano de retração, que deverá registrar um recuo próximo a 1%.

 O IBGE anunciou recentemente uma mudança no cálculo do PIB, com a inclusão de dados que não existiam e mudança na classificação de alguns itens - pesquisa & desenvolvimento, por exemplo, deixaram de ser considerados gastos e passaram a ser classificados como investimentos. A mudança, que atende a parâmetros internacionais, provocou a revisão no crescimento da economia a partir do ano 2000.

FONE: +55 31 3296-7005
FAX: +55 31 3292-7814
AV. RAJA GABÁGLIA, 4987
SANTA LÚCIA - BELO HORIZONTE
MINAS GERAIS
FONE: +55 31 3378-4527
Av. AGGEO PIO SOBRINHO, 431
BURITIS - BELO HORIZONTE
MINAS GERAIS